Smartphones e tablets estão a revolucionar a logística

Blog

Smartphones e tablets estão a revolucionar a logística
21-03-2014 às 20:03

Segundo o estudo "Low-Cost Sensor Technology" levado a cabo pela DHL as tecnologias originalmente desenvolvidas para uso particular podem (e devem) ser uma mais-valia na indústria e em particular na logística.

Anteriormente ao aparecimento dos smartphones era comum que as tecnologias fossem desenvolvidas para a indústria/logística. Estas apenas começavam a chegar ao cidadão comum à medida que iam ficando monetariamente mais acessíveis, porém, esta situação inverteu-se com o aparecimento dos smartphones e tablets. Rapidamente estes dispositivos começaram a modificar a forma como vemos o mundo e a forma como o podemos abordar.

Estes dispositivos conseguem incorporar um elevado conjunto de tecnologias e sensores que permitem, por exemplo, localizar a nossa posição por GPS, medir a aceleração, detetar códigos visuais, tirar fotografias e fazer vídeos e até mesmo medir a o nível de luminosidade.

São inúmeras as possibilidades que o uso de um smartphone pode apresentar num ambiente industrial e em especial na logística. A melhor parte é que se conseguir dar boa utilidade ao mesmo, pode acabar por conseguir substituir uma data de equipamentos por apenas um dispositivo. Hoje em dia existem várias apps que permitem usufruir ao máximo do seu smartphone.

Podemos ver o exemplo concreto de uma empresa de logística de serviço expresso. Se o motorista que se encontra a fazer a distribuição tiver consigo um smartphone podem ser realizadas atividades/funções como, por exemplo:

  • Utilizar o mesmo como telemóvel;
  • Utilizar o GPS sempre que tiver dúvidas nas moradas;
  • Se houver mercadoria danificada aquando de uma recolha pode tirar uma fotografia ou fazer um vídeo;
  • Quando realiza uma entrega/recolha pode atualizar o estado de uma encomenda;
  • Permite à empresa/cliente realizar um tracking em tempo real da encomenda se assim o desejar;
  • Permite ao responsável de distribuição analisar o percurso e paragens realizadas pelo motorista.

.

Agora cabe-lhe a si decidir se está ou não na hora de fazer um update à sua empresa…

Publicidade

Leia também

Se nunca ouviu falar dos termos ‘economia circular’ e ‘economia linear’ então está na altura de os conhecer, pois este será cada vez mais um assunto em voga!

A época natalícia é para a maior parte das empresas de logística a altura do ano em que existe maior movimento. Devido à enorme procura própria desta altura do ano os retalhistas vêm muitas vezes o seu negócio duplicar ou triplicar. Por conseguinte a logística fica também ao rubro, pois estará a seu cargo realizar a ponte entre os fornecedores, retalhistas e consumidores finais.