Blog

Em destaque

Segundo um recente estudo da UPS, desenvolvido no segundo e terceiro trimestre de 2016, as PME europeias estão a apostar na exportação como uma forma de potenciarem as suas receitas. Contudo, o Reino Unido aparece como a exceção provavelmente como resultado do Brexit.

Leia também ...

Segundo o estudo "Low-Cost Sensor Technology" levado a cabo pela DHL as tecnologias originalmente desenvolvidas para uso particular podem (e devem) ser uma mais-valia na indústria e em particular na logística.

A época natalícia é para a maior parte das empresas de logística a altura do ano em que existe maior movimento. Devido à enorme procura própria desta altura do ano os retalhistas vêm muitas vezes o seu negócio duplicar ou triplicar. Por conseguinte a logística fica também ao rubro, pois estará a seu cargo realizar a ponte entre os fornecedores, retalhistas e consumidores finais.

O impacto ambiental provocado pelos automóveis está cada vez mais em voga, no entanto, só nos últimos anos é que se tem dado mais relevância a esta situação… não propriamente pelo seu impacto no ambiente, mas sim porque o preço dos combustíveis não têm parado de subir.

Por norma um armazém representa uma grande fonte de despesa para uma empresa, por isso, já começa a ser habitual a subcontratação do serviço de armazenagem, no entanto, caso possua um ficam aqui algumas dicas de como poderá reduzir a despesa.

A ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) levou a cabo um estudo acerca da logística como fator de competitividade entre lojas online. O estudo onde foram consideradas as vertentes: armazenagem, movimentação e transporte, entrevistou mais de 250 lojas online e contou com apoio da Brazil Panels e Ecommerce School.

Na Coreia do Sul foi lançada a primeira rede de estradas-eletrificadas, mas não tenha receio de circular nelas, pois apesar do nome não correrá qualquer risco de levar um choque elétrico. Esta rede situada em Gumi possui um total de 24 km de «alcatrão-eletrificado».

Quando pretende proceder ao envio de uma determinada mercadoria, deve ter em atenção que existe um conjunto de mercadorias que não podem ser transportadas pelas empresas de transporte, saiba aqui quais são esses artigos para que não venha a ser surpreendido.

As mercadorias consideradas perigosas são todas as substâncias inflamáveis, tóxicas, corrosivas ou radioativas que podem, por meio de derrame, incêndio ou explosão, provocar danos nos seres humanos e/ou ambiente. Para se poder transportar estes tipos de produtos é necessário que a empresa de transporte possuía a licença ADR, caso se trate de um transporte rodoviário, ou então a licença IATA/ICAO no caso de se tratar de um transporte aéreo.

Quando pretende enviar uma determinada mercadoria para um destino, deve sempre ter em conta a questão da embalagem, pois se não tomar as devidas providências pode correr o risco de a mercadoria chegar ao destino danificada.